Monday, 16 November 2015

#49 A WEEKEND IN COPENHAGEN - PART II

It's already been 2 weeks since my visit to Copenhagen and the thought that my next trip to somewhere new will, most likely, only be in 2016 is already beginning to depress me.
Since August I've visited some wonderful places that will forever be in my mind: Singapore, Bali, Gili Islands, Cinque Terre and Florence (which I'll soon tell you all about it too) and, the latest and today's subject, the beautiful capital of Denmark.
For those of you who are only now "tuning in", this is the second post of my weekend travel diary through Copenhagen.
On the first post I told, and showed you what I saw and did on my first day there and now it's time to take you through my second day in this Nordic city.
Starting where I left of, after a 2 hour sleep night (Halloween night), the day started early, after all we had to make the most out of the weekend. It was a chilly yet sunny Sunday morning (that soon turned into cloudy) on that first day of November and we still had much to see before going back home. 

// Já passaram 2 semanas desde a minha visita a Copenhaga e o pensamento que a minha próxima viagem para uma cidade desconhecida será, provavelmente, apenas em 2016 já me começa a deprimir.
Desde Agosto visitei alguns sítios inacreditáveis que irão, para sempre, ficar gravados na minha mente: SingapuraBaliGili Islands, Cinque Terre e Florença (que em breve também contarei tudo num próximo post) e, o ultimo e, também, o tema de hoje, a bonita capital da Dinamarca.
Para os que estão apenas agora a "chegar", este é o segundo post do meu "diário de viagem" por Copenhaga durante um fim-de-semana.
No primeiro post contei-vos e mostrei-vos o que vi e fiz no meu primeiro dia e, agora, é altura de vos contar tudo sobre o segundo e último dia nesta cidade Nórdica.
Começando onde terminei no último post, depois de 2 horas de sono (noite de Halloween), o dia começou cedo, afinal tinhamos que aproveitar ao máximo o fim-de-semana. Era uma manhã de Domingo fria mas de sol (por breves instantes, em breve tornou-se um dia frio e cinzento) naquele primeiro dia de Novembro e nós ainda tinhamos bastante por ver antes de regressar a casa.



WHAT TO SEE AND DO ON THE SECOND DAY? // O QUE VER E FAZER NO SEGUNDO DIA?

1# I'm a true believer that the best way to see a city is by foot, that way you can discover some hidden gems in between the main streets and see places you otherwise wouldn't pass (like those trampolines we found on the previous post). But there's also another way of transportation, especially in these type of cities where there are no ups and downs, that can be perfect to do some sightseeing and still don't miss a thing - by bike! This way you can go from one place to the other faster and experience the city like the locals do, and also get a sore butt by the end of the day!
So the first thing to do on the second day is to rent a bike and ride it around the city. If you decide to stay at the The Urban House Hostel you can rent one there for 90DKK (12€) for 6 hours.

// Acredito plenamente que a melhor forma de ver uma cidade é a andar a pé, desta forma conseguimos descobrir alguns "tesouros escondidos" entre as ruas principais e ver alguns sítios pelos quais, de outra forma, nunca passaríamos (como os trampolins do último post). No entanto, há também outro meio de transporte, especialmente neste tipo de cidade plana sem altos e baixos, que pode ser ideal para este tipo de passeio turístico e que não nos faz perder nenhum promenor - a bicicleta! Desta forma consegues ir de um sítio ao outro muito mais rapidamente e viver a cidade como os locais a vivem, e ficar com um rabo dorido no final do dia também!
Assim sendo, a primeira coisa a fazer neste segundo dia é alugar uma bicicleta e dar um passeio pela cidade. Se, por acaso, decidirem ficar no The Urban House Hostel  podem alugar lá uma por 90DKK (12€) por 6 horas.

2# Our idea, although a misguided one, was to first go to the Ravnsborggade market in the Norrebro area aka Hipster area, which we later found out only happens 3 times a year, and it had already been 2 weeks before. Nevertheless it's still an interesting area to explore by bike or by foot, with some beautiful buildings and streets, many art galleries, vintage clothes shops, coffee shops, restaurants, etc. On Sunday many are closed, so it's best to go on other days of the week if possible.

// A nossa ideia inicial, embora equivocada, era ir ao mercado de Ravnsborggade na área de Norrebro, aka Hipster area, que rapidamente descobrimos que apenas acontece 3 vezes por ano, e já havia acontecido 2 semanas antes. Ainda assim, é uma zona interessante de explorar a pé ou de bicicleta, com bonitos edifícios e ruas encantadora, várias galerias de arte e lojas de roupa vintage, cafés, restaurantes, etc. Ao Domingo, infelizmente, muitos desses sítios estão fechados por isso o melhor será mesmo visitar esta área noutros dias da semana, se possível.

3# One place that is perfect to visit on a Sunday is the Superkilen park. The name seems to be taken of a Dragon Ball episode, but it's a public park in the Norrebro area designed by the arts group Superflex with the collaboration of Bjarke Ingels Group and Topotek1. It has tree main areas: The Red Square, an area which, as the name indicates, is all red, orange and pink, more modern and urban; the Black Market which is the classic square with a fountain and benches and the Green Park which is literally a green space with rolling hills, trees and plants, perfect for a picnic, sports... It is definitely a different park that is worth seeing and taking a few pictures there, of course. ;)

// Um sítio perfeito para visitar a um Domingo é o parque Superkilen. O nome parece retirado de um episódio do Dragon Ball, mas na verdade é um parque público na área de Norrebro desenhado pelo grupo de artes Superflex com a colaboração do grupo Bjarke Ingels e Topotekl. Tem três áreas principais: o Red Square, uma zona que, tal como o nome indica é caracterizado pela sua cor vermelha, laranja e rosa, mais moderna e urbana; o Black Market, uma clássica praça com uma fonte e bancos e o Green Park que é, literalmente, um espaço verde com colinas verdejantes, árvores e plantas, perfeito para um picnic ou para praticar um pouco de desporto ao ar livre... É, definitivamente, um parque diferente que vale a pena visitar e, claro, fotografar até ocupar toda a memória do telemóvel. ;)

4# After a great lunch (and after almost being run over by a car because I fell of my bike) we were on our way to Tietgen Students Residence, and why did we want to see a students residence? It's not like we wanted to go study in Copenhagen and were looking for somewhere to stay (well I wouldn't mind that at all). It was actually because of the building itself, that is definitely something worth seeing. Designed by Danish architects Lundgaard & Tranberg, its circular structure attracts attention from all over the world.

// Depois de um óptimo almoço (e de quase ser atropelada por uma carrinha porque caí de bicicleta para o meio da estrada, ups) seguimos caminho para o Tietgen Students Residence, e porque é que queríamos assim tanto ver uma residência de estudantes? Não era propriamente por querermos ir estudar para Copenhaga e estávamos à procura de um sítio para ficar (embora não fosse uma má ideia, de todo!). Era mesmo por causa do edifício em si, que é definitivamente algo digno de ser visto. Desenhado pelos arquitectos Dinamarqueses Lundgaard & Tranberg, a sua estrutura circular atrai atenções por todo o mundo. Digam lá que não era bom viver uns tempos num sitio assim? 


5# Near Tietgenkollegiet is Copenhagen's Koncerthuset, a concert hall designed by French architect Jean Nouvel and our last stop on our short Architecture tour of the day (it's always nice to visit a city with two arquitects). The night was setting and we still had a long way back to our hotel. Our weekend away was coming to an end, unfortunately, but before this post also comes to an end, there's still one important thing left to tell...

// Perto do Tietgenkollegiet está o Koncerthuset de Copenhaga, uma sala de espectáculos desenhada pelo arquitecto francês Jean Nouvel e a nossa última paragem no nossa curta visita de arquitectura do dia (é sempre bom ir com 2 arquitectas visitar uma cidade). A noite já começava a instalar-se e ainda tínhamos um longo caminho a percorrer até ao hotel. O nosso fim-de-semana estava a chegar ao fim, infelizmente, mas antes que este post chegue também ao fim, ainda temos algo bem importante por contar...

WHERE TO EAT? // ONDE COMER?

Torvehallerne Food Market - On our way to Norrebro we stoped by this lovely food market for breakfast. It has over 60 stands selling everything from fish and meat to bread, chocolate and exotic spices, the hard thing was to choose one stand to eat since so many looked so good. Ideal for breakfast and lunch!

// Torvehallerne Food Market - A caminho de Norrebro de manhã paramos por este encantador mercado e aproveitamos para tomar o pequeno almoço. Tem mais de 60 stands que vendem um pouco de tudo, desde peixe e carne até pão, chocolates e especiarias exóticas, o difícil era mesmo escolher apenas um stand onde comer já que tantos pareciam ter produtos deliciosos. Perfeito para o pequeno almoço ou até almoço!

Mad & Kaffe - For lunch on Sunday we pedaled back to the Meatpacking District to this little cafe we discovered on Instagram actually. We had made a reservation for brunch (or so we thought because the site was in Danish), instead we ended up having lunch because brunch ended at 1PM. No problem, everything was still delicious! We tried the traditional Danish open sandwich or, as they call it, smørrebrød with tatar, chicken salad and potatoe, all absolutely mouth watering and a smoked salmon sandwich, also amazing.

// Mad & Kaffe - Para o almoço de Domingo, pedalamos até ao Meatpacking District a um pequeno café que descobrimos no Instagram, é verdade. Fizemos reserva para um brunch (achávamos nós, tendo em conta que o site estava em dinamarquês), em vez disso acabamos a almoçar, já que o brunch acabava à 1h da tarde. Mas sem problema, estava tudo delicioso! Experimentamos as tradicionais sandes abertas dinamarquesas ou, como são chamadas, smørrebrød com tártaro, salado de frango e batata, tudo de comer e chorar por mais, e além disso, uma sande de salmão fumado, também absolutamente maravilhosa!

WHAT I WORE? // O QUE VESTI?
Beanie - Zara . Knit - Pull & Bear (similar here) . Turtleneck - Zara (similar here) . Mom jeans - Pull & Bear . Boots - Zara . Bag - Zara (similar here) . Scarf - H&M (similar here)

It was, without a doubt, a great trip in a beautiful city. As always there was still so much to see but that's the problem with traveling, time always goes by so fast and you always feel like it's too soon to come back, or at least I do! :) Or do you feel the same?

// Foi, sem dúvida, uma viagem fantástica numa cidade linda. Como sempre, muito ainda ficou por ver mas esse é o grande problema de viajar, o tempo passa sempre depressa demais e sente-se sempre que é cedo demais para voltar, ou então sou só mesmo eu a pensar assim! :) Serei?




Facebook | Bloglovin Instagram | Pinterest

SHARE:

7 comments

  1. Tenho de concordar que a melhor forma de conhecer uma cidade é andar a pé por todo o lado, ou bicicleta... =) acaba-se sempre por encontrar algo interessante, que talvez escapasse, se estivermos de carro. Adorei as tuas fotografias, especialmente aquelas com tons de vermelho! Estão um máximo!
    Beijinhos**

    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Rita! :) É verdade a pé ou de bicicleta é que se conhece conhecer mais a fundo uma cidade. Metro e carro/taxi é optimo mas apenas quando são mais longe os sitios na minha opinião. :)

      Beijinhos

      Delete
  2. Adorei as fotos que tiraste! Adorava visitar esse sítio :)

    MORNING DREAMS

    Sofia Silva, Beijos*

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Sofia :) Vale imenso a pena a visita acredita!

      Beijinhos

      Delete
  3. fotos lindasssss!! Uma cidade que quero visitar em breve!!
    Sigo o blog!
    http://modadarapunzel.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Ida! :) Vale mesmo a pena visitar!

      Delete
  4. Que fotos giras! É mesmo bom viajar...(suspiro de saudades)...esse edifício é demais!

    ReplyDelete

© L'Scrapbook. All rights reserved.
MINIMALIST BLOG DESIGNS BY pipdig